Está concluída a pavimentação da Rua Serra do Zambujal. A obra, que decorreu no troço compreendido entre o entroncamento com a Rua da Assenta, é um dos principais acessos à zona poente da vila de Sesimbra, e o Sentrão. Os trabalhos englobaram ainda a construção de valetas para escoamento dos pluviais, para escoamento das águas das chuvas, bem como a renovação da conduta e de ramais domiciliários de água, por forma a melhorar o abastecimento a várias habitações.

A repavimentação da EM569, na Azoia, está em curso, entre a Rua da Palmeira, junto ao Moinho do Outeiro, e a Rua do Morne. Nesta fase, a via já recebeu primeira camada de betuminoso, o que vai permitir a circulação de viaturas em maior segurança até à colocação da camada final. De referir, que esta via recebeu saneamento básico e novas condutas de abastecimento de água, no âmbito de duas obras que ainda estão em curso em vários aglomerados da Azoia.

Próximo da Aldeia do Meco, nos Fetais, está em curso a repavimentação da Rua da Quinta, uma via com cerca de um quilómetro, que estabelece ligação entre a Avenida das Forças Armadas e a Rua do Casalinho. Para além do novo piso, esta rua recebeu também saneamento e uma nova conduta de abastecimento de água.

As obras para a construção dos percursos pedonais Santana - Almoinha, Santana - Cotovia e Zambujal - Corredoura já foram adjudicadas. O percurso Santana – Almoinha desenvolve-se entre o Largo Capitães de Abril e o entroncamento com Estrada da Abadessa, numa distância de cerca de dois quilómetros. De Santana à Cotovia, a obra decorre na Avenida João Paulo II, numa distância de 800 metros, entre o entroncamento com a Rua Jorge de Castilho e o cruzamento com a Rua do Areal.

Na Avenida 25 de Abril, entre o Zambujal e a Corredoura, a intervenção abrange um troço de cerca de 1300 metros. As intervenções, incluídas no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano – Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável, do Portugal 2020, têm como objetivos melhorar a acessibilidade pedonal, proporcionando a deslocação a pé de modo suave em percursos de curta distância e no acesso aos transportes públicos, e reduzir a dependência do transporte individual.

Junto ao Parque Augusto Pólvora, na Maçã, EN379, já está construída a rotunda que veio reconfigurar a circulação viária neste cruzamento. A obra envolveu a repavimentação total das vias, a remodelação das condutas e ramais de abastecimento de água e melhoramentos nos passeios. Importa ainda referir que, para além da rotunda, decorre em simultâneo a construção do percurso pedonal entre a Maçã e a Moagem de Sampaio.