O executivo da Junta de Freguesia do Castelo procedeu, recentemente à entrega da uma nova viatura de distribuição de bens alimentares ao Ponto de Encontro Solidário (PES), na presença dos 17 voluntários que integram o projeto. Teresa Mayer, mentora e principal impulsionadora deste projeto de apoio às pessoas mais carenciadas da freguesia, e do concelho, fala numa necessidade premente que “urgia resolver”, considerando que a viatura atual já não correspondia às necessidades do PES. Numa parceria entre o Pingo Doce (que cede a maioria dos bens alimentares), o Centro de Estudos Culturais e de Ação Social Raio de Luz (cujas instalações são utilizadas para armazenamento e processamento dos cabazes), a Junta de Freguesia do Castelo (responsável por todo o apoio logístico e de transporte) e o  Rotary E-club Portugal (entidade dinamizadora do projeto) há já sete anos que o PES se permite entregar, diariamente, a mais de quinhentas pessoas da freguesia do Castelo, alimentos, roupa e artigos de primeira necessidade a que, de outra forma, não teriam acesso.

Apesar de Teresa Mayer admitir que “ninguém, no concelho, tem necessidade de passar fome”, os números têm revelado uma tendência crescente, de pedidos de apoio. Atualmente são mais de 500 as pessoas abrangidas por este projeto solidário.

Também com base nestes números, e priorizando as necessidades da população mais vulnerável da freguesia, Francisco Jesus, presidente da Junta do Castelo, reconhece a “importância da Junta se associar a este tipo de projetos, que vem colmatar uma série de inexistências, do ponto de vista de respostas sociais, que ainda existem e contra as quais estes dezassete voluntários lutam dia após dia. Dentro das nossas possibilidades, e apesar das limitações orçamentais, não podíamos descurar este pedido do PES que, agora, já tem uma viatura com as características ideais para proceder, não só, à distribuição dos alimentos, durante todo o ano, como à sua recolha.

Se pode e quer colaborar com este programa, e ajudar a população da freguesia e do concelho, já que este programa abrange todo o concelho de Sesimbra, pode entregar bens alimentares e não alimentares no Centro de Estudos Culturais e de Ação Social Raio de Luz, em Sampaio.
Se, por outro lado, necessita, pontualmente, de alimentos, artigos de higiene ou vestuário e calçado, deve dirigir-se à Junta de Freguesia e fazer a sua inscrição no Ponto de Encontro Solidário.