Cegadas animam a freguesia neste Carnaval

Manter viva a tradição das Cegadas é uma das principais razões que levam os grupos de cegantes da freguesia do Castelo a percorrer vários lugares do concelho e em verso, e acompanhados à guitarra, apresentar ao estilo das antigas canções de escárnio e maldizer, alguns dos acontecimentos mais marcantes da sociedade local, nacional e mundial. 
O costume, com dezenas de décadas de história, promete momentos de verdadeira disposição.

A Junta de Freguesia do Castelo esteve à conversa com Mário Pinhal, Amélio Marquês e Noel Severino, dos grupos de cegantes, que desvendaram o tema escolhido, o porquê de manter viva esta tradição e quem são os que vão encarnar as diferentes personagens.

» Cegada do Zambujal: 4 elementos + 2 músicos

Cegantes: Mário Pinhal, Pedro André, José Pica e José Correia

Músicos: Sandro Costa, na guitarra, e Luís Brasão, na viola

Tema: À Festa na Praça

Mário: Manter viva esta tradição é para nós o principal. A malta já anda nisto há muitos anos e já faz parte de cada um de nós levar às nossas aldeias, com humor e em tom de brincadeira, o espírito do Carnaval.

» Cegada de Alfarim: 5 elementos + 2 músicos

Cegantes: Amélio Marquês, Rui Costa, Francisco Rodrigues, Francisco Andrade e Manuel António

Músicos: Jorge Costa, na guitarra, e Miguel Costa, na viola

Tema: Os Velhos

Amélio: A malta gosta disto. Já andamos a brincar a sério às cegadas há mais de trinta anos. Só é pena não termos quem escreva, porque este teatro de rua exige um texto elaborado, com piadas em rima porque há uma parte falada e uma outra cantada. Mas como temos muitos textos de cegadas escritos e houve um, já com mais de vinte anos, que gostámos e adaptámos pois é um tema ainda bastante atual.

» Cegada de Alfarim: 4 elementos + 2 músicos

Cegantes: Noel Severino, Gripino Rodrigues, Francisco Costa e Joaquim Cristão

Músicos: Rui Pedro, na guitarra, Helder do Ó, na viola

Tema: Pais Trocados

Noel: Tínhamos um grupo há mais de vinte anos e com o passar do tempo fomos deixando de participar mas entretanto com a morte do amigo Tibério, um verdadeiro cegante, um veterano disto, decidimos regressar para lhe prestar uma homenagem, uma vez que ele tal como nós temos o gosto em não deixar morrer esta tradição.

Para além dos grupos...é fundamental a presença de público para manter viva esta tradição. Por isso aceite o convite e assista ao espetáculo das Cegadas, de 2 a 9 de março, pelas Freguesias do Castelo e de Santiago.

Consulte o programa e reserve já o seu lugar ! 

* dia 2 | sábado
15h | Fortaleza de Santiago, Sesimbra
17h | Rua do Comércio, n.º 1, Aldeia do Meco
21.30h | Restaurante Alfa, Alfarim

 

*dia 3 | domingo
16h | Grupo Desportivo União de Azoia
16.30h | Pastelaria O Mel da Manhã, Zambujal de Baixo

*dia 4 | segunda-feira
20.30h | Café Carioca, Aiana de Cima
21.30h | Kafé Baratinha, Caixas

*dia 5 | terça-feira
18h | Grupo Desportivo de Alfarim

*dia 9 | sábado
21.30h | Cineteatro Municipal João Mota, Sesimbra
Destinatários: maiores de 6 anos
Bilhete: 3 €

Divirta-se!!