A Câmara Municipal vai iniciar, a partir de março, um conjunto de pavimentações nas zonas abrangidas pelas obras de saneamento "em baixa", que decorreram na freguesia do Castelo, e que foram apoiadas pelo QREN - POVT. 

A autarquia optou por agendar as obras para o final do inverno, quando o terreno começa a estar mais seco e compacto, o que diminui riscos de abatimentos. 
Numa primeira fase, o plano prevê a pavimentação total da Estrada da Assenta, uma das entradas da vila de Sesimbra, com cerca de 1850 metros, e da EM 521, desde o desvio com a Rua dos Vitórias, no Zambujal, até ao entroncamento com a EN 377, nas Caixas, com aproximadamente 3,5 quilómetros.

Para a autarquia a melhoria destas acessibilidades é prioritária, não apenas porque o piso se encontra bastante degradado em toda 
a extensão, devido às obras, mas também porque são vias de grande circulação viária para residentes e visitantes.

Em simultâneo, serão intervencionadas a Rua das Flores e a Rua Porto D´Era, na Aiana, nos troços onde já existia piso  betuminoso.

Em muitas das estradas as obras não degradaram a totalidade do piso pelo que será necessário repor o betuminoso apenas na zona das valas. 

Ainda dentro deste plano de pavimentações, a Câmara Municipal está a estudar a possibilidade de levar por diante, no presente mandato, a pavimentação de todas as ruas já servidas por saneamento, que atualmente se encontram em terra batida.

O objetivo é que, depois do saneamento, a rede viária da freguesia do Castelo seja renovada para que o concelho possa oferecer
melhor qualidade de vida aos munícipes.